19/21 rue des Fossés Saint-Jacques
75005 PARIS (place de l’Estrapade)
À 20 m du Panthéon... Tél. : 01 43 36 34 37
Du lundi au samedi, 11-13h 14h-19h
(horaires souvent dilatés...)
Métros : Luxembourg, Cardinal Lemoine, Place Monge – Bus , 21, 27, 82, 84, 89
  •  
La Librairie, c'est aussi

A audácia dessa mulher

A audácia dessa mulher, par Ana Maria Machado
Auteur : Ana Maria Machado
Editeur : Alfaguara Brasil
Nombre de pages : 216
Date de parution : 1999
Langue : Portugais
Prix : 25,00 €
ISBN : 9788579620843
Disponibilité : En stock En stock

Vencedor do Prêmio Machado de Assis, da Biblioteca Nacional - melhor romance de 1999

"O romance de Ana Maria Machado certamente contribui para que percebamos como o passado e o presente podem cruzar-se, na mesma cidade, em contextos sociais diferentes, para atualizar os temas universais do amor, da traição e da morte." - Sergio Paulo Rouanet

A audácia é um romance sobre o amor e o ciúme, a fidelidade e a rebeldia. Construída em camadas, conta a história de Bia e Virgílio que, nos dias de hoje, se conhecem durante a produção de uma minissérie histórica para a TV e logo iniciam uma relação amorosa. Em paralelo, Bia recebe de Virgílio um diário misterioso, de uma jovem do século XIX, escondido nas páginas de um antigo livro de receitas de família. Ao conduzir essas - e outras - histórias, que se ramificam e se entrelaçam, Ana Maria Machado compõe um livro que discute o próprio ofício do escritor.

Bia conhece Virgílio numa reunião inusitada. Ambos foram convidados para conversar com Muniz, um autor de telenovelas que prepara seu próximo projeto: uma minissérie ambientada no século XIX. Ela é jornalista especializada em turismo; ele, um arquiteto e dono de restaurante. Muniz acredita que suas habilidades podem ajudá-lo a criar o cenário que ele procura, mas eles não sabem ao certo como poderiam colaborar.

O encontro, porém, rende desdobramentos inesperados. Bia e Virgílio se envolvem, parecem se entender muito bem, mas aos poucos a relação deles começa a ser contaminada pelo ciúme.

Enquanto acompanhamos suas crises e dúvidas, Ana Maria Machado traça, com maestria, outras narrativas: o desenvolvimento de Ousadia, a minissérie histórica, e a descoberta de um diário de uma jovem do século XIX, que promete revelar verdades inesperadas sobre um caso de ciúmes e separação pelo qual ela passou.

Para Ana Maria, escrever A audácia dessa mulher foi "uma grande experiência de liberdade, um exercício de derrubar fronteiras". A autora define também seu romance como "uma celebração do poder da palavra, que traz personagens fictícios para o convívio com pessoas reais, de carne e osso, por sua vez também fictícias, convivendo com leitores reais."

Ana Maria Machado é uma das principais escritoras brasileiras, principalmente por sua obra voltada para o público infanto-juvenil. Com mais de 100 livros publicados no Brasil e em 17 países, já soma mais de sete milhões de exemplares vendidos.

Nasceu no bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro, no dia 24 de dezembro de 1941. Iniciou a carreira no campo das artes plásticas, tendo estudado no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e de Nova York. Afastou-se profissionalmente da pintura, passando a dar aulas em colégios e faculdades, traduzir textos e escrever artigos para a revista Realidade. Foi então perseguida pela ditadura, sendo presa e tendo também vários amigos detidos.

Partiu para o exílio na Europa, onde trabalhou no jornalismo da revista francesa Elle e na BBC de Londres. Tornou-se professora em Sorbonne e lá participou de um grupo de estudos cujo mestre era o teórico da literatura Roland Barthes, que a orientou em sua tese de doutorado. De volta ao Brasil na década de 70, publicou sob um pseudônimo o seu primeiro livro, História Meio ao Contrário, que ganhou o prêmio João de Barro. Na década de 80, abandonou definitivamente o jornalismo para se dedicar exclusivamente à literatura.

Tornou-se em 1994 hors-concours nos prêmios concedidos pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. Em 2000, foi a vencedora do prêmio Hans Christian Andersen, considerado o Nobel da literatura infanto-juvenil; e, em 2001, ganhou pelo conjunto de sua obra o Prêmio Machado de Assis, o maior da literatura nacional, dado pela Academia Brasileira de Letras.

Conditions générales de vente, frais d'envoi et délais - Crédits
Librairie Portugaise - 19/21 rue des Fossés Saint-Jacques, Place de l’Estrapade, 75005 Paris
Tous les livres en portugais et en français sur le Portugal, le Brésil, l'Angola, le Cap Vert, la Guinée-Bissau,
le Mozambique, São Tomé & Principe et l'Histoire des Découvertes - librairie.portugaise@wanadoo.fr